Notícias
27 de fevereiro de 2019

Mercados logísticos paulista e fluminense registram absorções líquidas positivas em janeiro

O mercado logístico classes A e A+ de São Paulo iniciou o ano com absorção líquida positiva de 41,8 mil m², um aumento de 55% em relação a dezembro. O resultado foi responsável pela queda de 0,5 p.p. na taxa de vacância, que atingiu 20,3% no final de janeiro. O preço médio pedido para locação foi de R$ 18,73 por m² ao mês, com queda mensal de 0,5%. “Isso se deve, em parte, ao fato de os espaços de maior qualidade e com preços mais altos já estarem alugados, deixando disponíveis no mercado aqueles com valores mais baixos, o que faz a média cair”, afirma Jadson Mendes Andrade, Head de Pesquisa e Inteligência de Mercado para América do Sul.

No Rio de Janeiro, o mercado industrial começou o ano com sinais de recuperação. A absorção líquida foi positiva de 28,6 mil m², o que contribuiu para que a taxa de vacância, no final de janeiro, caísse para 26,1%, contra 27,6% no fechamento de 2018. O preço médio pedido teve ligeira alta, passando de R$ 20,83 por m² ao mês, em dezembro, para R$ 21,13 em janeiro.

Cadastre-se e receba nossa newsletter